Testemunha (para Val Du)

O seu Céu,uma testemunha

Das coisas da Terra,

Embora indiferente

Da Humana Guerra,

Com a chuva, como unha

Se machuca, se ressente.

 

Chora seu Céu

No ombro do meu

Lamenta o que no Tempo

O Homem escreveu.

– Não fiques triste,

Te empresto meu Véu.

 

Chora, firmamento,lamenta,

Quando nos montes se assenta.

Pois que tuas lágrimas serão

Sublimadas, deveras, de improviso.

Choro por dentro também, então,

Travestido de Sol, num sorriso…

 

(Para Val Du, a Lady Lita, in A Cor do Céu)

0 resposta para “Testemunha (para Val Du)”

Deixe uma resposta: