Quimera à espreita

“Se ele pudesse, ele a mataria com as próprias mãos”. Foi o que pensei após lembrar das poucas cenas daquele pesadelo, tão real como imediato. Porém, aquele ser, carregando uma personalidade deformada, necessita da mão de outrem, de modo a conseguir, por atos e omissões, realizar seus intentos de ódio irracional.

Continue lendo “Quimera à espreita”

A base ideológica do Terror e as Leis de Noé

Devido ao bom alcance obtido com a denúncia prévia de que já há sujeitos apoiando o Terrorismo e fazendo propaganda do ISIS e Boko Haram no Brasil, resolvi deixar para uma postagem separada a exposição sobre uma das bases ideológicas, senão a mais importante, para a aplicação da Sharia e do Terrorismo sobre nós, “infiéis”, a quem chamam de kuffar.

Continue lendo “A base ideológica do Terror e as Leis de Noé”

Terrorismo Islâmico já conta com apoio no Brasil

No título desta matéria, eu poderia ter escrito “Terrorismo Islâmico ameaça o Mundo civilizado“. Mas, na atual conjuntura, as sociedade humanas, que tentavam subir em alguns centímetros acima da lama da burrice, agora se deixam levar pela mídia e por governos que têm por objetivo aniquilar a todos, de uma só vez. Assim, renunciam à civilidade por um lado, cedendo aos vícios, e se recusam, ferozmente, a acordar em defesa de sua sobrevivência.

E o que os terroristas muçulmanos têm a ver com isso? E o que nós brasileiros temos a ver com isso? Bem, se lembrarmos que Dilma Rousseff já se levantou em defesa desses mesmos terroristas, pregando tolerância para os intolerantes, saberemos o perigo que corremos hoje.

Continue lendo “Terrorismo Islâmico já conta com apoio no Brasil”

Finalmente, sobre Charlie Hebdo e os atentados em Paris

É óbvio que abomino qualquer resposta violenta como as do terrorismo islâmico (embora eu ache que tudo não tenha passado de false flag do Mossad com a CIA). É evidente que lamento pelas famílias em luto (isso se são famílias de fato, se conhecem o luto). Claro é que fico consternado pela insegurança pela qual vive a Europa, imaginando que estamos a um oceano de distância, há algumas horas de aviões e mísseis nucleares, a ameaçarem nossas cabeças.

Continue lendo “Finalmente, sobre Charlie Hebdo e os atentados em Paris”