O Apocalipse da Miséria

Dizem as sempre vivas bocas esquizofrênicas que a Humanidade está à beira de transformações profundas, como em “dores de parto”. Ora, estamos a presenciar dores de parto ou prisão de ventre? Sim, esse tal Apocalipse parece que nunca começa. Só faz barulho, mas sair algo desse buraco, que seria bom, não sai coisa alguma.

Continue lendo “O Apocalipse da Miséria”

De invídia (Sobre a Inveja)

Este é um tema deveras amplo para ser tratado assim, numa única postagem. Podemos, no entanto, tentar traçar algumas linhas gerais. Toda a realidade da inveja é cercada por uma viscosidade chocante, repugnante. O próprio ser tomado pela inveja se torna um barril de sebo ambulante e ele mesmo, o doente, reconhece-se como tal e busca, no fim das contas, esconder-se. Falemos sobre a Inveja, então, começando com uma citação minha:

Continue lendo “De invídia (Sobre a Inveja)”

Sobre o Silêncio e alguns devaneios

Não! Se me perguntarem se a Vida cansa, direi que a Vida não representa um fardo. É o Mundo que, nos aproximando mais e mais uns dos outros, torna meio carregado o ar ao nosso redor. A interação, esses entre-choques com os outros (sempre os outros), nos custam um tempo precioso para que nos estabilizemos e nos controlemos.

Entretanto, retornar ao combate diário pelo silêncio interior, necessário ao repouso da Mente e à reflexão, tornou-se tarefa quase impraticável nos dias de hoje. É no silêncio que, se alcançado em um nível mínimo, nos permitiria varrer da mente aquilo que a contamina e nos prende, tiranicamente. Nobres metas sempre estão a ceder lugar a pensamentos fortuitos, desejos prementes e necessidades imediatas. Concebemos esses pensamentos inúteis como filhos mimados a nos aporrinhar, dia a dia.

Continue lendo “Sobre o Silêncio e alguns devaneios”

Clérigo muçulmano no Brasil ensina como bater em esposas

Cadê as campanhas da Globo contra esses escândalos? Cadê a Rede Record para detalhar a pedofilia do Profeta Maomé, que estuprou sua “esposa” de nove anos de idade? Onde está a Maria do Rosário, que não aparece para defender as muçulmanas?

Cadê, enfim, as VADIAS feministas a gritarem para que tirem os suaks de suas vaginas? Onde estão Jean Wyllys e os gayzistas a descerem o pau nas mesquitas, fazendo seu showzinho patético? Onde está Serginho Groismann e a ralé dos programas da Globo a fazerem críticas aos muçulmanos?

Cito abaixo, e reitero, o que eu disse em comentário à postagem da amiga Lúcia Lopes com essa denúncia:

Continue lendo “Clérigo muçulmano no Brasil ensina como bater em esposas”