Terrorismo Islâmico já conta com apoio no Brasil

No título desta matéria, eu poderia ter escrito “Terrorismo Islâmico ameaça o Mundo civilizado“. Mas, na atual conjuntura, as sociedade humanas, que tentavam subir em alguns centímetros acima da lama da burrice, agora se deixam levar pela mídia e por governos que têm por objetivo aniquilar a todos, de uma só vez. Assim, renunciam à civilidade por um lado, cedendo aos vícios, e se recusam, ferozmente, a acordar em defesa de sua sobrevivência.

E o que os terroristas muçulmanos têm a ver com isso? E o que nós brasileiros temos a ver com isso? Bem, se lembrarmos que Dilma Rousseff já se levantou em defesa desses mesmos terroristas, pregando tolerância para os intolerantes, saberemos o perigo que corremos hoje.

Continue lendo “Terrorismo Islâmico já conta com apoio no Brasil”

Israel e o Racismo judaico contra negros

Quanto mais tempo passa, mais me surpreendo com o vitimismo por seu emblemático poder de subversão da sociedade. Entenda-se aqui vitimismo como a prática, eminentemente cínica, da supervalorização dos sofrimentos passados por alguns grupos de seres humanos tendo em vista a usurpação de poder e objetivando vantagens políticas e econômicas.

Pelo que vou falar hoje, podemos encontrar as fontes onde gayzistas e esquerdistas foram haurir seu know-how e se inspiraram para se tornarem mestres na arte de chantagear as maiorias. Abaixo, um documentário retratando, in loco, o racismo abjeto, sempre impune, de alguns grupos de judeus em Israel (cujo primeiro-ministro partilha de seus ideais), contra negros e estrangeiros:

Continue lendo “Israel e o Racismo judaico contra negros”

Cristália e a busca por contatos

O fim de semana nos traz duas coisas, entre outras: descanso e a tentativa, ainda que inútil, de se livrar das preocupações, dos problemas, estresses e da ansiedade. Normal! Ou não?

Sim, no início da próxima semana de trabalho, não vou querer me concentrar. Ao contrário, vou buscar a dispersão, perseguir o relaxamento e voltar às origens, irrompendo em meio ao Oceano de sonhos. Quem sabe, eu logre alcançar a boa praia de uma tal ilha deserta, à qual costumo chamar de Cristália, uma terra perdida no canto de minhas memórias de adolescente tardio, onde os raios do Sol se refletem nas calmas águas da enseada como que perpassando um prisma. Sim, minha memória é tal qual essa taça transbordante de cristal genuíno e translúcido.

Continue lendo “Cristália e a busca por contatos”

O Talmud e o racismo judaico

Introdução

Não sei que misteriosa poção de titica as pessoas tomaram para repudiar qualquer denúncia contra ações de judeus ou algumas de suas crenças imundas como sendo crime racial, antissemitismo. Talvez, mais pareça como crime racial da parte de seus críticos porque vemos a maioria dos judeus agindo como se fossem um só corpo, onde quer que estejam. Assim, toda crítica a um judeu parece tomar a aparência de discriminação a todos os judeus. Mas, se tal judeu fosse um criminoso, seria prudente não acusá-lo? Tal comportamento sincrônico da maioria dos judeus seria fruto de alguma ortodoxia religiosa, solidariedade em prol de sua sobrevivência ou de simples desprezo xenófobo pelos goyim (não-judeus)?

Após o “Holocausto” judeu na Segunda Guerra Mundial, muito pouca gente ousou falar um “ai” contra as ações de quaisquer judeus, por medo de ser acusada, covardemente, de apologista do ódio racial. Os objetivos de Hitler acabaram servindo muito mais aos sionistas, propugnadores do roubo da Palestina, do que, propriamente, ao alegado extermínio de judeus.

Continue lendo “O Talmud e o racismo judaico”